A Comunicação Social Espírita tem por finalidade propiciar condições para o diálogo fraterno entre aquele que emite a mensagem (emissor) e o interlocutor (receptor), tornar comuns as notícias e dados de interesse do Movimento Espírita às pessoas, às instituições e ao público, de modo geral. Paralelamente, facilitar, pela interação, o conhecimento doutrinário espírita a esses mesmos públicos, de tal forma que a mensagem esclarecedora e consoladora do Espiritismo esteja ao alcance e a serviço de todos, no campo moral e espiritual.

"Ide por todo mundo, pregai o Evangelho a toda a criatura."
Marcos, 16:15.

A Comunicação Social Espírita destina-se:

  • Ao público interno do Movimento Espírita;
  • Ao público em geral.

E tem por objetivos:

  1. Comunicação Social Espírita deve sempre refletir uma postura dialógica e expositiva e nunca impositiva, respeitando-se tanto o princípio de liberdade que a Doutrina Espírita preconiza, como também o público a que se destina que tem faixas de interesse e motivação que não podem ser violentadas.

    "Se alguém quiser vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome a sua cruz, e siga-me."
    Marcos, 8:34.
  2. A seleção de veículos, bem como a forma de utilizá-los, deve observar os aspectos éticos, legais e técnicos para refletir em qualidade e natureza, o mesmo nível elevado dos objetivos colimados.

    "Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm."
    Coríntios, 6:12. Apostila de Orientação à Comunicação Social Espírita – FEB - Introdução
  3. Incentivar e orientar a organização da Área de Comunicação Social Espírita nos CRE, AME , Casas Espíritas, através de palestras, encontros, seminários, eventos livros e outros meios de comunicação.

  4. Produzir e distribuir materiais sobre a ACSE, fornecendo subsídios legais, administrativos e evangélico-doutrinários para a meljor organização das atividades de comunicação social e de divulgação da Doutrina Espírita e do Evangelho de Jesus.

Fonte: Site União Espírita Mineira - UEM